Anatel começa a notificar usuários gaúchos de celulares irregulares

por Jornal Canudos

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) começa a enviar, a partir de domingo (23), mensagens SMS para usuários gaúchos cujos aparelhos de celular tiverem irregularidades ou sem certificação do órgão. A medida também passa a ser válida para consumidores de outros nove estados. Segundo a Anatel, o bloqueio dos celulares ocorre a partir de 8 de dezembro.

Goiás e Distrito Federal já haviam aderido ao projeto Celular Legal em fevereiro. Conforme a agência, até julho deste ano, nestes locais, 41,8 mil acessos de telefonia móvel/internet móvel foram bloqueados por irregularidades, representando 0,3% do total de acessos em funcionamento.

A alteração do número não altera o aviso, apenas a troca do aparelho irregular por outro certificado. Já aqueles que conectarem aparelhos irregulares após essas datas serão notificados por mensagens SMS e, após 75 dias, o aparelho não irá mais funcionar nas redes de telecomunicações.

A ideia do projeto, conforme o órgão, é fortalecer o combate a celulares adulterados, roubados e extraviados e inibir o uso de aparelhos não certificados.

Mensagens

Todas as mensagens serão enviadas pelo número 2828. As primeiras três devem apresentar o seguinte conteúdo:

Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em XX dias. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue *XXXX”

A última mensagem, na véspera do bloqueio, apresentará o seguinte conteúdo:

Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue *XXXX”

Como verificar a situação do aparelho

- Pelo número do IMEI, que pode ser consultado ao digitar *#06# no teclado do celular e apertando, em seguida, a tecla para ligar.

- Anote o número que aparece e vá a este site, que também traz mais informações sobre o projeto. Em seguida, clique em “Consulte sua situação” e insira o número anotado no campo “IMEI”.

 

 

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários