Piso superior do 19º Batalhão fica praticamente destruído após incêndio

por Jornal Canudos

Um incêndio destruiu praticamente todo o piso superior do 19º Batalhão de Infantaria Motorizada (19º BIMtz), em São Leopoldo, no final da manhã de segunda-feira (2). Não há feridos.

Segundo nota divulgada pelo Comando, parte da estrutura não atingida pelo incêndio está sob risco de desabamento. Bombeiros trabalharam no local para conter as chamas.

Em nota oficial, a unidade, conhecida como "Batalhão da Serra", lamentou a "perda histórica e administrativa inestimável em documentação, fotografias, obras de arte e tantos outros objetos que contavam a história" do local.

Não havia expediente no Batalhão no horário do incêndio devido à partida entre Brasil e México, pela Copa do Mundo. O pessoal de serviço, segundo o BIMtz, percebeu o fogo somente após a partida, e teve tempo apenas de retirar o armamento e a munição da Guarda, e comunicar os Bombeiros.

Inicialmente sediado em Santa Catarina, o Batalhão esteve sediado em outras duas cidades gaúchas, Porto Alegre e São Gabriel, até que foi transferido para São Leopoldo. A inauguração na cidade ocorreu em 12 de novembro de 1922.

O batalhão integrou diversas forças de paz, como no Timor-Leste, em 2002, e Haiti, em 2004, 2011 e 2015, em apoio à Organização das Nações Unidas (ONU) e já enviou tropas para auxiliar em ações de pacificação no Rio de Janeiro.

Leia a nota completa divulgada pelo 19º BIMtz

Um grande incêndio atingiu neste início de tarde o Pavilhão de Comando do Batalhão da Serra, especialmente o piso superior.

Lamentavelmente, o Pavilhão de Comando foi comprometido. O que o fogo não consumiu no piso superior, desabou ou está em risco. Felizmente, não houve vítimas.

Pelas imagens, o fogo deve ter começado em uma dependência da área central superior do Pavilhão de Comando.

Como não havia expediente nesta manhã devido ao jogo do Brasil, quando o pessoal de serviço percebeu as chamas, logo após o jogo, só teve tempo de retirar o armamento e a munição da Guarda e chamar o Corpo de Bombeiros, pois as chamas já estavam altas e não havia como combatê-las com os meios disponíveis ali.

Além das perdas materiais de grande vulto, fica uma perda histórica e administrativa inestimável em documentação, fotografias, obras de arte e tantos outros objetos que contavam a história do Batalhão da Serra.

Nossa total solidariedade ao Cel Negreiros e a sua competente equipe de Oficiais, Subtenentes, Sargentos, Cabos e Soldados que fazem do 19º BIMtz uma das mais tradicionais e conceituadas organizações militares do Exército Brasileiro.

Pronto!

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários