Cenário eleitoral incerto reflete no consumo dos gaúchos, diz pesquisa

por Jornal Canudos

A intenção de consumo das famílias gaúchas, medida pela Fecomércio-RS, teve queda no índice em junho em comparação com maio deste ano. O chamado ICF, divulgado na terça-feira (26), registrou 74,7 pontos, um recuo de 3,1% na comparação com o mês anterior e leve avanço de 0,6% sobre o mesmo período de 2017. Segundo a entidade, a queda é causada pela aproximação das eleições.

“A proximidade do pleito eleitoral impacta diretamente nas decisões de contratação dos empresários, que, por sua vez, acaba refletindo na confiança das famílias, especialmente sobre a avaliação delas sobre do mercado de trabalho”, diz o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn.

Já o indicador que demonstra a segurança com a situação do emprego não teve alterações, permanecendo em 105,3 pontos, embora tenha recuado 7,7% em relação ao mesmo mês do ano passado, também incentivado pelo cenário eleitoral incerto e a sensação de “insegurança” das famílias.

O índice que mede a facilidade de acesso ao crédito ficou em 47,3 pontos em junho de 2018, redução de 24,9% sobre junho de 2017 e de 18,5% sobre maio de 2018. Mais uma vez, de acordo com a Fecomércio-RS, as incertezas com o processo eleitoral fazem com que as instituições financeiras estejam mais cautelosas na concessão do crédito às pessoas físicas, apesar da redução da taxa de juros da economia.

Dívidas com o Fies poderão ser renegociadas a partir do 2º semestre

 

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários