Liga reforça importância da prevenção aos cânceres de mama e próstata

por Felipe Faleiro

Conscientizar para a importância da prevenção aos cânceres de mama e próstata é o objetivo, respectivamente, do Outubro Rosa e Novembro Azul, campanhas em caráter global, e que também são realizadas no Município durante os meses de outubro e novembro. Ao longo do período, devem ser realizados painéis e distribuídos materiais informativos.

Ambas as doenças têm altos índices de cura, caso diagnosticadas de forma precoce. “As pessoas precisam se dar conta de que a doença não é um ultimato, mas há tratamento”, comenta a coordenadora do Departamento Educacional da Liga Feminina de Combate ao Câncer de Novo Hamburgo, Lourdes Galeazzi Ali Odes, que visitou o Jornal Canudos, junto com Iara Virgínia da Silva, também integrante do grupo.

Neste ano, o tema da campanha é “Energia que dá liga!”. A ideia é reforçar o pedido para que, no caso das mulheres, seja feito o autoexame da mama, em busca de lesões ou sinais. “É algo que não pode ser feito apenas nesta época, ainda que o Outubro Rosa reforce isto. A prevenção deve ser feita durante todo o ano”, diz Iara.

Segundo elas, a Liga, atualmente, 436 pacientes do Município são atendidas no local. 65% (284 pessoas) são mulheres, e destas, 58% (165) têm o diagnóstico de câncer de mama. Dos 152 homens que frequentam a entidade, 20% (31) têm câncer de próstata.

Dados assustam

Outro levantamento feito pela Liga, a partir dos cadastros da entidade, mostra dados alarmantes. Os casos de câncer de mama cresceram 8,1% em apenas um ano em Novo Hamburgo. Já o número de pacientes disparou 58,9% no mesmo período. “Esta conscientização permanente é importante para as pessoas acordarem mesmo para esta situação, se darem conta de que é preciso se cuidar”, diz Lourdes.

Em relação ao câncer de próstata, em um ano, houve ligeira queda, de 0,01% nos casos de pacientes com a doença no Município, mas o número de homens que procuraram a Liga subiu 20,4%.

“Um dos fatores que contribuem para o decréscimo é a idade. A faixa etária mais atingida por estes casos é de homens com 60 anos ou mais, e, com o aumento da expectativa de vida, prova-se a preocupação com uma melhor qualidade de vida, e, consequentemente, com prevenção”, afirma Teonísia Reichert, presidente da Liga.

Isto também explicaria o número de pacientes que acabam procurando a Liga, que atende hamburguenses com renda de até dois salários mínimos. “Também é importante salientar: o câncer, no início, não dói. Às vezes, ele se manifesta inicialmente com sinal ou mancha diferentes”, comenta Iara.

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários