Ocorrências criminais caem 8% em Novo Hamburgo entre julho e agosto

por Felipe Faleiro

As ocorrências criminais caíram 8,1% em Novo Hamburgo entre os meses de julho e agosto deste ano. Foram 660 registros em agosto, contra 718 em julho. No total, o Município é o sexto com mais ocorrências no Rio Grande do Sul, com 5.725 registros até o oitavo mês do ano. No ano passado, na mesma época, haviam sido 5.933 ocorrências.

Doze índices são apurados pelo levantamento da Secretaria de Segurança Pública (SSP), que é mensal. O mais recente foi divulgado na sexta-feira (21). Em agosto deste ano, seis deles apresentaram aumento sobre julho, com destaque para o total de vítimas de homicídio doloso, que saltou de 3 para 7 (+133%).

Outros cinco caíram, destacando-se o roubo de veículos, que teve queda de 63 para 32 entre um mês e outro (redução de 49%). Apenas o latrocínio não registrou números em ambos os índices, permanecendo estável.

No estado

Já nos oito primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período de 2017, oito itens tiveram queda, com destaque para o abigeato (roubo de animais no campo, especialmente gado), que caiu de 39 para 25 ocorrências, e o homicídio doloso, de 39 para 25 (-36%). Outros três tiveram mais registros neste ano, destacando-se o estelionato, com 441 em 2018 contra 382 em 2017 (+15%).

Já no RS, os crimes contra a vida mantiveram tendência de queda. Os dados apontam uma redução total de 25% nos índices de latrocínio e 22,1% nos homicídios. Ao todo, a nível estadual, 17 indicadores são analisados pela SSP.

Novo Hamburgo
Ocorrência Jul.2018 Ago.2018 Diferença
Roubo de Veículo 63 32 -49,2%
Tráfico de Drogas 27 18 -33,3%
Roubos em geral 199 150 -24,6%
Delitos Relacionados à Armas e Munições 6 5 -16,7%
Furtos em geral 307 297 -3,3%
Latrocínio 0 0 0,0%
Posse de Drogas 16 17 6,3%
Estelionato 41 50 22,0%
Furto de Veículo 53 77 45,3%
Homicídio  Doloso 3 6 100,0%
Abigeato 0 1 100,0%
Total de vítimas de Homicídio Doloso 3 7 133,3%
Total geral 718 660 -8,08%

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários