Novo Hamburgo pode gerar 375 vagas de emprego até novembro

por Jornal Canudos

Um cálculo da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS) traz uma boa notícia para Novo Hamburgo. O órgão tem a expectativa que sejam abertas, até o mês de novembro, 375 vagas de emprego em diversos segmentos. A contagem é impulsionada pelo comércio varejista, com projeção de 296 novas oportunidades.

Embora a maioria delas seja para trabalhos temporários, nas áreas de atendimento e vendas, com reforço do contingente para trabalhadores em função de datas comemorativas como o Dia das Crianças, Black Friday e Natal, por outro há outros setores com possibilidade de manter as oportunidades mesmo após este período.

“Existe uma perspectiva grande de movimentação nas lojas da região até o final do ano. Projetamos um aumento de 3% a 4% nas vendas neste período, que é extremamente importante para o segmento”, ressalta o diretor de marketing e eventos da CDL de Novo Hamburgo, Jorge Stoffel. Segundo ele, de 25% a 30% dos contratados temporariamente têm chance de serem efetivados.

Indústria em queda

Se, por um lado, o comércio comemora, por outro a indústria deve decepcionar, com a queda nas oportunidades na maioria dos segmentos, principalmente no calçado, que deve terminar o penúltimo mês do ano com 157 empregados a menos no Município. O consultor de economia da FCDL-RS, Eduardo Starosta, responsável pelo levantamento, tem uma explicação.

“Há dois fatores. O primeiro deles é a crise enfrentada na Argentina, maior mercado brasileiro, e o outro é a aproximação das Eleições, na verdade afetando tanto o Município, quanto o estado e o país, pois há incerteza dos investidores. Mesmo assim, já após o pleito de outubro, a tendência é que haja retomada do emprego”, projeta Starosta.

Conforme o economista, a indústria ainda não deve sentir os efeitos das contratações, pelo menos em um curto prazo. “É outro fenômeno. O auge nos pedidos ocorre tradicionalmente entre agosto e outubro, e é quando as empresas contratam mais. Até o final de novembro, com as encomendas já entregues, ocorre esta demissão de temporários”, diz.

Ele ainda comenta que a indefinição nas Eleições afeta o comportamento do consumidor, que evita gastos. “Temos candidatos com ideias econômicas distintas, e não sabemos para que lado o mercado irá. Retirando esta questão da incerteza, a economia volta a se acalmar”, comenta Starosta.

 Projeção de vagas para Novo Hamburgo até novembro

 

Setor Vagas
Comércio varejista 296
Administração de imóveis 122
Serviços de alojamento e reparação 65
Serviços médicos e odontológicos 59
Comércio atacadista 37
Transportes e comunicações 32
Construção civil 21
Madeira e mobiliário 15
Alimentos e bebidas 12
Serviços de utilidade pública 8
Administração pública 6
Ensino 5
Transporte 4
Agricultura e extrativismo 3
Instituições de crédito e seguros 1
Material elétrico -4
Mecânica -5
Papel e gráfica -5
Química, perfumarias e similares -17
Têxtil e artefatos de tecidos -24
Metalúrgica -27
Borracha, couro, peles e similares -72
Calçados -157
Total 375

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários