Proposto orçamento de R$ 1,2 bilhão para Novo Hamburgo em 2019

por Jornal Canudos

O Executivo de Novo Hamburgo espera ter um orçamento de R$ 1,259 bilhão para o ano de 2019, conforme projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) enviado à Câmara Municipal no último dia 31 de agosto. O montante é R$ 54,2 milhões menor do que o orçado para o exercício deste ano, de pouco mais de R$ 1,313 bilhão.

A projeção indica as receitas e despesas que a Administração tem para investimentos na cidade. Assim como no Orçamento deste ano, a Prefeitura dividiu o valor em 29 programas temáticos, indicando o valor previsto para investimentos em cada um deles, assim como atividades de gestão e manutenção de autarquias e secretarias.

A diferença em relação à votação do ano passado é uma mudança no Plano Plurianual (PPA) proposta pela Prefeitura, e aprovado na Câmara em agosto de 2017. Segundo a justificativa do Executivo, “os cenários prospectados no momento da elaboração mudaram consideravelmente”.

A Administração também alega que houve “mudanças gradativas nos cenários social, econômico, político e financeiro do Município”. O PPA projeta os investimentos no Município de 2018 a 2021, e a possibilidade de alteração posterior está prevista em lei.

Comissões

A mudança foi discutida também em reunião de duas comissões da Câmara com o secretário Municipal da Fazenda, Betinho dos Reis, na segunda-feira (10). Segundo ele, em anos anteriores, as alterações propostas ao PPA eram realizadas no mesmo projeto de lei que instituía a LDO. 

“Apenas tentamos deixar o processo mais transparente”, argumentou o secretário. Mesmo assim, a partir do encontro, mediado pelo líder do governo na Câmara, Sergio Hanich (MDB), a Prefeitura se comprometeu em reformular o projeto de lei por meio de mensagem retificativa.
Conforme o texto original, a maior parte da fatia do Orçamento está prevista para ser investida em atividades-fim na área de Educação (18,3% do total), em seguida Saúde (17,8%) e Obras Públicas e Mobilidade Urbana (8%), além das demais áreas (veja abaixo).

Secretaria ou programa Valor total Percentual
Educação R$ 230.787.709,00 18,32%
Saúde R$ 224.683.555,00 17,84%
Obras públicas e mobilidade urbana R$ 101.230.377,00 8,04%
Meio ambiente R$ 42.978.123,00 3,41%
Desenvolvimento integrado R$ 33.741.688,00 2,68%
Segurança R$ 30.372.249,00 2,41%
Desenvolvimento urbano e habitação R$ 22.368.649,00 1,78%
Comusa R$ 22.322.000,00 1,77%
Desenvolvimento social R$ 22.227.991,00 1,76%
Cultura R$ 12.463.301,00 0,99%
Desenvolvimento econômico, turístico e rural R$ 6.904.701,00 0,55%
Esporte e lazer R$ 1.485.932,00 0,12%
Reserva de contingência R$ 24.186.825,00 1,92%
Manutenção de secretarias (incluindo Câmara e encargos especiais) R$ 483.673.674,00 38,40%
Total R$ 1.259.426.774,00 100,00%

 

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários