Metade da força de trabalho no calçado está ociosa por desabastecimento, diz Abicalçados

por Jornal Canudos

A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), que tem sede em Novo Hamburgo, emitiu nota na terça-feira (30) na qual afirma que 49% da força de trabalho do setor está "ocioso" em razão do desabastecimento, em levantamento feito com as empresas produtoras que correspondem a 70% da produção anual do setor. 

A entidade também diz que cerca de 32% dos embarques de calçados prontos, correspondendo a um mês de atividades, encontram-se em depósito nas fábricas, aguardando condições de tráfego para encaminhamento aos compradores.

A Abicalçados alertou também que, caso o fornecimento de insumos não se normalize, 84% das empresas serão obrigadas a suspender as atividades de manufatura na sexta-feira (1º). Praticamente todas as fábricas serão afetadas se a situação persistir até a semana que vem.

Em declaração assinada pelo presidente da entidade, Heitor Klein, a entidade afirma que está preocupada "com os desdobramentos e consequências da greve no abastecimento de matérias-primas e insumos necessários à produção e, em consequência, com as perdas decorrentes da descontinuidade na atividade e da dispensa de pessoal".

 

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários