#JuntospelaLívia: casal hamburguense busca ajuda pela vida da filha

por Jornal Canudos

Uma luta pela vida que começa mesmo antes do nascimento. A pequena Lívia ainda não veio ao mundo, porém já é símbolo de uma campanha que busca a cura para uma condição cardíaca congênita grave, e cujo tratamento é feito fora do Rio Grande do Sul, com alto grau de sucesso.

Lívia, que está há cerca de 30 semanas no ventre da mãe, a auxiliar de escrita fiscal Jéssica Coelho, 26, foi diagnosticada com hipoplasia do ventrículo esquerdo, um tipo de cardiopatia conhecida também como SHCE. Nela, o lado esquerdo do coração não se desenvolve de maneira adequada no útero da mãe, prejudicando o bombeamento de sangue para outras partes do corpo.

Jéssica está grávida de gêmeas, porém a outra crianças, Heloísa, não apresenta a condição. A previsão de nascimento de ambas é no dia 26 de junho. São as primeiras filhas dela e do pai, o motorista Daniel Maas, 33, que são hamburguenses e estiveram no Jornal Canudos.

Segundo a entidade Pequenos Corações, que auxilia familiares de crianças com cardiopatias similares, a SHCE ocorre uma vez a cada cinco mil bebês nascidos vivos. O casal conta que descobriu a doença de Lívia há poucas semanas, após a realização de exames. "Foi um choque. sem dúvida, não estávamos preparados", conta a mãe.

O tratamento para a condição, que consiste em três cirurgias cardíacas nos primeiros dias de vida, pode ser feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Porto Alegre, mas a expectativa de sobrevivência é de apenas 5%. Um método mais avançado, e que aumenta a chance de vida para 95%, é feito apenas no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, porém a instituição é privada.

Indicação e mobilizações

"Descobrimos este método em São Paulo através de grupos de pais de crianças com condições similares. A médica que nos atendeu primeiro, em Sapiranga, no dia 17 de maio, também orientou que fôssemos transferidos para aquele hospital, para que o tratamento fosse realizado lá. Porém, só a primeira intervenção cirúrgica custa R$ 85 mil, fora as outras", conta Jéssica.

Os pais também fizeram um brechó, uma rifa, mobilizaram as redes sociais, por meio de uma página no Facebook e a criação da hashtag #JuntospelaLívia, e criaram uma campanha online, que iniciou no dia 14 de maio, mas o montante arrecadado até quinta-feira (24) havia sido de apenas 6,2%, ou pouco mais de R$ 3,1 mil dos R$ 50 mil pretendidos.

Tudo com o objetivo de custear as despesas da viagem, o tratamento de Lívia e a permanência na capital paulista, além dos cuidados com a outra filha, que será compartilhado entre as mães de Jéssica e Daniel.

O casal ainda penhorou o automóvel, largou os empregos e embarcou na terça-feira (22) no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, rumo a São Paulo. "Oramos muito, temos muita esperança no tratamento da nossa Lívia. Enquanto tivermos este sentimento de esperança, vamos lutar por ela", diz Daniel.

Para ajudar

Página no Facebook: bit.ly/facejuntoslivia

"Vaquinha" online: bit.ly/campanhalivia

Conta corrente:

Caixa Econômica Federal

DANIEL MAAS

Agência: 4152

Operação: 013

CC: 00032227-0

Mais informações pelos telefones: (51) 99413-2555 ou (51) 99291-7031.

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários