Município investiu mais em Meio Ambiente que três Estados brasileiros somados

por Jornal Canudos

Um estudo das ONGs WWF-Brasil e Associação Contas Abertas demonstrou que Novo Hamburgo foi a segunda cidade gaúcha que mais destinou recursos para Gestão Ambiental entre os anos de 2013 e 2016, com R$ 141,6 milhões. O levantamento mostra que os gastos do Município no período também foram maiores do que os Estados de Rondônia (R$ 49,6 milhões), Goiás (R$ 45,8 milhões) e Roraima (R$ 28 milhões) somados.

No ranking nacional, Novo Hamburgo ficou na 24ª colocação. Os dados foram coletados das informações repassadas pelas cidades ao Tesouro Nacional, por exigência da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Conforme o estudo, o valor só é menor do que o de Porto Alegre, que gastou R$ 258 milhões ao longo deste período. Em Novo Hamburgo, os gastos com conservação ambiental cresceram entre 2013 e 2015, e caíram no ano seguinte (veja gráfico).

RS e Brasil

O Rio Grande do Sul ficou na nona colocação entre os Estados que mais destinam recursos ao Meio Ambiente. As despesas empenhadas pelo RS somaram R$ 610,3 milhões entre 2013 e 2016, um décimo do valor investido por São Paulo, primeiro colocado. Já no País, o estudo aponta que entre 2007 e 2016, União, Estados e municípios juntos gastaram com Gestão Ambiental metade do orçamento anual do programa Bolsa Família, por exemplo. Foram, em média, R$ 13,1 bilhões de despesas na função no período, contra R$ 28,1 bilhões pagos pelo programa de transferência de renda em 2016.

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários