Pacientes vacinados na Vacix devem procurar Vigilância em Saúde

por Jornal Canudos

A Vigilância em Saúde de Novo Hamburgo emitiu nota informando que as pessoas que tenham se vacinado na clínica Vacix, suspeita de ter aplicado ampolas vazias em pacientes, contatem o órgão por e-mail ou telefone. Os casos serão avaliados individualmente, segundo a Vigilância. O local foi interditado na quarta-feira (14) e a proprietária presa.

Segundo a nota, a Secretaria Estadual de Saúde está adotando as "medidas cabíveis a fim de minimizar possíveis danos sofridos aos usuários".

Confira a nota oficial

Em virtude da INTERDIÇÃO CAUTELAR da Clínica de Vacinas VACIX, situada na Av. Dr. Maurício Cardoso, nº 931, sala 06, no bairro Hamburgo Velho, efetuada pela Vigilância Sanitária de Novo Hamburgo, solicitamos às pessoas que foram vacinadas neste estabelecimento de saúde que entrem em contato o mais breve possível com a Gerência de Vigilância em Saúde do município, através dos seguintes meios de comunicação:

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (51) 3097 9411 das 8h às 17h

Ao efetuar o contato, solicitamos que informem os seguinte dados: nome completo do usuário (no caso de criança ou adolescente, nome do responsável), data de nascimento, carteira de vacinação com o registro das vacinas aplicadas pelo estabelecimento, endereço completo e telefone.

Os casos serão avaliados individualmente e receberão as devidas orientações.

Ressaltamos que a Secretaria Estadual de Saúde, em parceria com a Secretaria de Saúde de Novo Hamburgo, está adotando todas as medidas cabíveis a fim de minimizar possíveis danos sofridos pelos usuários.

Centro Estadual de Vigilância em Saúde/SES

Vigilância em Saúde de Novo Hamburgo/SMS

Novo Hamburgo, 15 de fevereiro de 2018

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários