Município registra aumento de 41% nas infrações de trânsito em 2017

por Jornal Canudos

Dados divulgados pelo Detran/RS na terça-feira (30) apontam que Novo Hamburgo teve, em 2017, crescimento de mais de 40% no número de infrações em relação ao ano anterior. Houve aumento também na frota veicular, no número de condutores e nas infrações de trânsito. Os números fazem parte da pesquisa feita pelo órgão todos os anos, e que reúne estatísticas de todo o Estado.

O Município teve 10.904 infrações registradas em 2016, número que saltou para 15.401 no ano seguinte, em um aumento real de 41,2%. Ainda assim, o índice é menor do que o registrado nos anos de 2009 e 2010, que tiveram, respectivamente, 24.646 e 20.202 infrações computadas pelo Detran. É, também, o primeiro aumento no índice desde 2015, quando as ocorrências dobraram em relação a 2014.

Ainda conforme os dados, Novo Hamburgo tinha, no ano passado, 157.901 veículos registrados, crescimento de pouco mais de 2% em relação a 2016, quando 154.696 veículos tinham registro na cidade. A frota representa um veículo a cada 0,63 habitante da cidade.

O número de condutores, que em 2016 era de 117.790, subiu 1,45%, para 119.501 pessoas. Ambos os índices vêm crescendo desde 2007, também conforme o levantamento do Detran. 47,9% dos habitantes de Novo Hamburgo, que teve população estimada pelo IBGE em 2017 de 249.508 pessoas, têm carteira de habilitação de quaisquer categorias.

Novo Hamburgo perde 855 postos de trabalho em 2017, aponta Caged

Provas

Outro índice aponta que, dos 931 candidatos que prestaram a prova teórica da carteira de habilitação na categoria A, 92,8% foram aprovados no ano passado, 73,8% na primeira vez. Para a categoria B, 2.778 candidatos prestaram o teste e sete em cada dez pessoas aprovaram (40,8% logo de primeira). Nas categorias CDE, 95 pessoas fizeram testes e todas aprovaram em algum momento (82,1% de primeira).

Nos testes teóricos impressos, 98,2% dos 3.791 candidatos aprovaram em Novo Hamburgo, 91,6% na primeira vez. Já na prova teórica eletrônica, dos 171 postulantes à CNH, 95,3% passaram, e 92,4% não precisou de um segundo teste.

No Estado

No âmbito estadual, os dados do Detran apontam que 22% dos motoristas foram responsáveis por todas as infrações registradas em 2017, que somaram mais de 1,8 milhão de ocorrências. O balanço levou em conta somente condutores gaúchos que foram autuados nas vias do Estado. Também não contabilizou infrações com condutores não identificados, por exemplo, de veículos de pessoa jurídica que não apresentou condutor. 665 mil condutores tiveram uma infração registrada no ano passado, e 5.564 são considerados contumazes, com dez ou mais infrações em 2017. Um grupo de 146 motoristas cometeu 51 infrações ou mais no período de 12 meses.

Reajuste na passagem do Trensurb eleva preço da integração com ônibus

Opiniões

De acordo com a diretora da Guarda Municipal de Novo Hamburgo, Luiza Schmidt, o aumento é natural, à medida que se amplia a fiscalização. “Quando esta se faz presente com maior assiduidade e empenho, há uma probabilidade de aumento de autuações com base nas observações dos agentes de trânsito e o comportamento positivo ou negativo dos condutores de veículos automotores”, afirmou ela.

Para o diretor-geral do Detran-RS, Ildo Mário Szinvelski, o número de infrações flagradas pelos agentes e equipamentos eletrônicos não representa o total de ocorrências no trânsito.

“Sabemos que o número de infrações é bem maior do que os órgãos de fiscalização podem flagrar. Não é possível vigiar cada condutor em suas ações, mas contamos com a conscientização da população para reduzir os comportamentos de risco que resultam em tragédias. Atos aparentemente singelos podem ocasionar isto, como digitar no celular, que também se caracteriza infração", alertou.

 

Deixe seu comentário

Comentar sem criar conta

0
Termos e Condições.

Comentários